Art Nouveau

A Arte Nova, assim conhecida, é um fenômeno novo, complexo, que deveria satisfazer o que se acredita ser a “necessidade de arte” da comunidade inteira.

Ela é o gosto da burguesia moderna, sem preconceitos, adepta do progresso industrial, apresentando-se como um estilo “moderno”, ou mesmo, de “moda”.

No Art Nouveau as estéticas das edificações devem ser rápidas, ágeis e devem atender a uma demanda diferenciada, com tendências forttes que marcaram o período.

A designação Art Nouveau apareceu em 1985, como nome de um estabelecimento comercial especializado nas ultimas criações do novo estilo. Na França chama-se “Art Nouveau” de onde provem o português “Arte Nova”, na Inglaterra ficou conhecido como “Modem Style”, já na Itália como “Stile Liberty” e na Espanha como “Modernismo”.

Caracteriza-se por exuberância decorativa, formas ondulantes, contorno sinuosos, formas vegetais, natureza, linhas curvas das árvores ou pétalas entrelaçadas dos botões das flores, misturados a materiais tradicionais como o tijolo, pedra, mármore além do vidro e do ferro, sendo uma arquitetura que não possuía racionalidade estética.

Na Alemanha o Art Nouveau foi baseado em padrões florais, entre os arquitetos podemos citar, Richard Riemeschimid, Bruno Paul e August Endell.

Em Bruxelas, Victor Horta, onde construiu a casa de Emil Tassel e a Casa do Povo de Bruxelas.

Balaústre da escada da Casa Solvay

Foto: Victor Horta, Balaústre da escada da Casa Solvay.

Fonte: www.claumilena.br.tripod.com/escada.htm

Barcelona deu espaço as obras de Antoni Gaudi (modernismo), com a casa Batlló, com janelas que lembram faces de animais e uma varanda que se assemelha a máscaras, dando início a uma nova tecnologia.

Casa Batlló.

Foto: Antoni Gaudi, Casa Batlló

Fonte: www.greatbuildings.com/buildings/Casa_Batllo.html

Uma outra obra bem conhecida é de Hector Guimard, com a cnstrução das entradas do metropolitano em Paris, feito em ferro fundido com um vasto leque em formas florais.

Entrada de uma estação do metropolitano.

Foto: Hector Guimard , Entrada de uma estação do metropolitano, Paris.

Fonte: www.macklowegallery.com/images/CMS/Metro%20Entrance.jpg

Art Nouveau no BRASIL

No Brasil teve inicio no século XX (importado da França), onde se consolida o regime republicano e o desenvolvimento da cidade.

Os imigrantes começam a surgir devido a grande demanda de  mão de obra após a escravatura que é abolida. Nesse período as manifestações artísticas se fortalecem e a linha estética também. Passa a não mais considerar um período, mas sim uma discussão estética.

Existem algumas obras como a decoração da Confeitaria Colombo, localizada no Rio de Janeiro, na rua Gonçalves Dias nº 32, a construção foi fundada em 1984, hoje faz parte do patrimônio cultural e artístico da cidade.

Foto: Confeitaria Colombo, Rio de Janeiro

Fonte: www.confeitariacolombo.com.br

Por volta de 1910, também no Rio, surgiu o arquiteto italiano Virgilio Virzi, com o prédio do Elixir de Nogueira que possuía ornamentos do art nouveau.

Ainda no Brasil existem as Casas Franklin, Estação Marítima de Passageiros (vitrais).

Em São Paulo, a Vila Penteado (1902) projetada por Carlos Eckman, hoje ela encontra-se entre grandes prédios.

Foto: Karl Eckmam, Casa Álvares Penteado.

Fonte: (Ana Laura, apud, BRUAND, p.45)

Ainda em São Paulo, encontra-se a Casa das Rosas, hoje, Centro Cultural – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, construída em 1935 por Francisco de Paula Ramos de Azevedo, no local encontra-se  livros da coleção do poeta, tradutor e ensaísta Haroldo de Campos.

Foto: Casa das Rosas

Fonte: www.guiadasemana.com.br/Sao_Paulo/Passeios/Estabelecimento/Casa_das_Rosas.aspx?id=1165

OBS:  Acesse o site e veja um panorama completo da Casa das Rosas.

http://www.br360.com.br/sp/flash/casadasrosas.html

O Theatro São Pedro, construída em 1917, pelo português Manuel Fernandes Lopes, numa época que São Paulo estava em plena transformação cultural e política, possui uma arquitetura em estilo neoclássico mas com detalhes do Art Nouveau.

Foto: Manoel Lopes, Theatro São Pedro.

Fonte: www.3.bp.blogspot.com

Em Pelotas no Rio Grande do Sul também é possível encontrar edifícios no estilo Art Nouveau, entre elas destaca-se:

A Residência em Santa Maria (1912), obra do arquiteto alemão Theodor Carstein, demolida nos anos 70.

Foto: Theodor Carstein, residência.

Fonte : http://www.vitruvius.com.br/minhacidade/mc063/mc063.asp

Existe também a empresa Pompas Fúnebres Moreira Lopes, fundada em 1882, a fachada teve reforma em 1922 ficando no estilo Art Nouveau, localizada em Pelotas, na Praça Cel. Pedro Osório, 64.

Foto: Empresa Pompas.

Fonte: www.turismo.pelotasvip.com.br/arquivos/casa_das_pompas_funebres_moreira_lopes.htm

Estes são algumas das obras  da arquitetura Art Nouveau encontradas no Brasil, para conhecer um pouquinho mais, acesse o link e assista ao vídeo onde conta um pouco mais sobre o Art Nouveau.

http://www.portalsaofrancisco.com.br/videos-de-historia-da-arte/arte-nouveau.php

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: